Câmara de Iguatu realiza primeira sessão remota e vereadores debatem coronavírus, mascaras obrigatórias e o desconto na tarifa d'água

Câmara de Iguatu realiza primeira sessão remota e vereadores debatem coronavírus, mascaras obrigatórias e o desconto na tarifa d'água

A primeira sessão remota da Câmara Municipal de Iguatu realizada na noite desta terça-feira, 21/04, aconteceu de 20h10 às 22h15 com a presença dos 17 vereadores, que debateram ações sobre a coronavírus (covid-19) e cobranças da transparência das ações da prefeitura.

Na fala dos vereadores de oposição a cobrança foi referente ao decreto que promete multar os cidadãos iguatuenses que circularem na cidade sem a utilização de mascaras. Edson Adriano (SD), Vicente Reinaldo (PDT), Antônio Baixinho (PSB) e Loiro da Barra (MDB), questionaram como isso vai ser colocado em pratica já que o município prometeu mas não distribuiu mascaras para a população se proteger da coronavírus e hoje temos as pessoas circulando pela cidade com medo.

Mario Rodrigues (PSB), sugeriu ações mais diretas que sirvam de ajuda ao povo e não mais um problema em suas vidas. O vereador foi interrompido pela presidenta da Câmara, Eliane Braz (PSD) de falar, o que levou o vereador Mário a desistir e destacar que esse não deveria ser o comportamento. "Estamos vivendo um momento que precisa de diálogo, como não posso falar, vou parar e me manter em protesto", concluiu.

Marconi Filho (Pros) chamou a atenção para as altas taxas do cemitério e fez um agradecimento ao exemplo de ação do governador Camilo Santana (PT) e aos enfermeiros e médicos do Hospital Regional de Iguatu (HRI) que estão arriscando suas vidas no combate a essa pandemia e nossa saúde merece uma gratificação e isso poderia ser pensado também pelos colegas vereadores. Marconi ressaltou que o SAAE poderia ajudar mais, um novo perfil de beneficiário deveria ser pensado, pessoas de baixa renda deveriam ter sua conta isenta de cobrança e o corte d'água deveria ser proibido nesse período de pandemia. Indo contra ao discurso do colega vereador, Bandeira Junior (PSD), afirmou que o SAAE está limitado porquê tem que pagar seus funcionários públicos.

Até essa data a secretaria de saúde de Iguatu confirmou em seus meios de comunicação que a coronavírus (Covid-19) na cidade registrou 11 casos confirmados, 29 casos descartados, 05 altas médica e 05 óbitos.

1000 Caracteres restantes